sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A MiNHa PATriA Eh A MiNHA mUDaNCyA

a MinHa pATria eh A Minha MUDANCyA
Voce tem a certeza da sua aptidao para dizer sim ou nao ao novo acordo ortografico? Eh muito importante recordarmos quanta mudancya, criacyao, trabalho, sofrimento, para se chegar a um alfabeto totalmente simbolico e abstrato. Olhando os intelectuais de hoje pelo berreiro que fazem por mudancyas tao simples, imagine-se o q nao terao chamado os Graça Mouras desses tempos por mudancyas tam criativas, a Cadmus! Riso. Entao recorde e reflita que nao eh tempo perdido.


Acordo Ortografico: A Perspectiva do Desastre
«A aplicação do Acordo nao levará apenas ao caos no ensino nos oito países. Levará a que a língua portuguesa se cubra de ridículo no plano internacional. (…) Mesmo sem se abordar a questão dos interesses políticos, económicos ou geo-estratégicos em jogo, qualquer leigo verifica que o Acordo não traz qualquer solução inteligente. Não traz qualquer utilidade ou mais-valia. Enferma de muitos vícios e, a entrar em vigor, será altamente pernicioso nos mais variados planos.»

Vasco Graça Moura



Mas inda assi nam deixarei de amalla
Sam taes os dões na Lingua Portugueza,
Tam forte, femenil, e tam fermosa,
Como erão na latina. Tal belleza,
Despois na nossa posta, é mais famosa.
Mas a patria christã da-me a certeza
D'hua sentença fea e desditosa:
Se eu vivera outra vez, morrera àmíngua,
Pois ja ninguém entende a minha língua.

Forão sutis mudanças a mudalla,
A pouco e pouco sempre em crecimento,
Que ja eu nam consigo bem uzalla
Porque foi mui disforme tal augmento.
Mas inda assi nam deixarei de amalla
Que a lingua tãobem é um sintimento.
E por tanto da lingua estar ja morto,
Eu sinto, por ser morto, algum conforto.
Luis Vaz de Camões

Que curioso, Vasco Graça Moura tem toda a razão!, já Camões era contra este acordo ortográfico!, rsss...



História resumida dos Hieróglifos Egípcios
«Este termo deriva da composição de duas palavras gregas - hiero «sagrado», e glyfus «escrita». Apenas os sacerdotes, membros da realeza, altos cargos, e escribas conheciam a arte de ler e escrever esses sinais "sagrados". A escrita hieroglífica constitui provavelmente o mais antigo sistema organizado de escrita no mundo, e era vocacionada principalmente para inscrições formais nas paredes de templos e túmulos. Com o tempo evoluiu para formas mais simplificadas, como o Hierático, uma variante mais cursiva que se podia pintar em papiros ou placas de barro, e ainda mais tarde, com a influência grega crescente no Próximo Oriente, a escrita evoluiu para o Demótico, fase em que os hieróglifos iniciais ficaram bastante estilizados, havendo mesmo a inclusão de alguns sinais gregos na escrita.
Embora sejam geralmente conotados com a civilização egípcia, os hieróglifos foram adoptados na escrita de outros povos da antiguidade, tais como os Hititas e os Maias.»
Imagens da Net, texto do Site de,
http://hieroglifos.com.sapo.pt/historia.htm



Um Longo Percurso
Como se pode imaginar e ver, um longo trabalho foi feito para se chegar a Cadmus com o seu alfabeto.
Pela gritaria, que ainda hoje se faz ouvir (apesar de todos os conhecimentos cientificos, modernidade, cultura, exemplos de como a escrita necessita atualizar-se, evoluir) ateh por pessoas de grande cultura, imaginem no passado, quando as mentes ainda nao eram tam abertas a novas ideias, nao viam ak sua volta exemplos de mudancya e se vivia tremendamente limitado, preso, a deuses?
 
Veja quao simples uma mudancya que nos pode poupar milhares de horas e dinheiro, e tornar a nossa escrita mais fluente e internacional.
Comprei 5 teclados virtuais para escrever portugues no iPad, so um o faz, o EASY DOC PORTUGUÊS; hoje ja existem outros como o iA writer. Nao eh caso unico, de cada vez que compramos um teclado, temos de perguntar se escreve em portugues, como se fossemos todos anormais.

 

Mudar algo em nohs sempre foi doloroso
Mas veja quao simples a mudancya:  

ACENTO AGUDO ´ = H
ACENTO GRAVE ` = K
ACENTO CIRCUNFLEXO ^ = Y
TIL ~ = W
C DE CEDILHA Ç = CY


A maioria das palavras nao necessita de notacyao alguma, pelo que as notacyoes se tornam mui dispensaveis, empecilhos. O til raramente eh necessario:
Mae, cao, nao, irmao... ficam igual, para q serve o til?, so uma sergantana nao verah isso.
Tambem, ninguem... Ficam de igual modo. Acha necessario o risquinho acessorio agudo?
Nas palavras esdruxulas, intuindo a regra tonica tambem podemos dispensar quase todos os acentos desde que nao criem confusao:

rapido, davamo-lo... (quando botamos o acento tonico eh por sabermos que existe ali a silaba tonica, entao se sabemos para que o botamos?)

Eu sou um artista, criador, nao um linguista, criar nunca foi ato de aperfeicyoamento, nem na natureza, nem no homem, ele vem depois. Mas a criacyao antecede sempre a perfeicyao.


E escrevendo em http:// vejam o ridiculo:
EDUCAÇÃO fica EDUCACAO; CAÇAR fica CACAR; CORAÇÃO fica CORACAO...
em portugues atualizado (joagues) ficaria: educacyao; cacyar; coracyao.

Exemplos: Carácter, caráter,
Do gr. kharaktér, «sinal distintivo», a palavra caráter (carácter)no grego leva notacyao lexica, e tem o sentido de letra, sinal distintivo.
Do lat. Character, personalidade, nao leva notacyao lexica alguma. Mas os defensores da pureza acham que deve levar acento.
Nao seria mais acertado sem notacyao lexica alguma? Ex: carater, caracter?
Esta palavra causa-me tanta impressao, desacerto, quando atribuida no singular a uma letra que a evito. Pois deveria ler-se carate(´)r como no grego, sinal distintivo, e cara(´)ter quando aplicada a personalidade, como no latim. Mas isso eh para peritos linguistas.

Seguem-se alguns exemplos de palavras q hoje se escrevem de modo diferente, retirados do livro Amor de Perdição, de Camillo Castello Branco. Como facilmente se percebe, muitas delas ja teym a modernidade que hoje vos sugiro.
Teym sido as velhas rabugentas carregadas de bolores e varizes mentais, as mesmas que fizeram do nosso paihs o que ele eh, que nos teym atrasado, e empobrecido, nao duvidem. Quem estah bem, nunca desejou mudar nada:

Cedencia \ furia \ ha \ historia, sub-\ indole, sub- \ odio \ pagina, sub- \ periodo \ propria \ proposito \ sahiu no sangue / territorio / pungentissima /maxima /consistencia / ausencia  / infallivel / unica / Dir-se-ha que as tres / em analise /.

Exemplo de conflito, incapacidade de programa em apresentar um texto de portugues:
“João da Cruz apparelhou a egoa, desprêso / vêrem  / “foi \  Ã¡ sanha†/ “não \  Ã¡quella janella.†/ guiaâ€presumpçoso \  “ \ mezes†/ “maxima póde \  conta” / hão \  â€œ  \ e sahiuâ€\ bebêra / “Ahi está\  unicaâ€/ forçára /.


Creio ser o suficiente a nos recordarmos de que uma escrita tem de procurar adaptar-se ak realidade, e a realidade eh o dia de hoje visando o amanhaw.
Nem imaginam o prazer que me dah poder escrever, tao facilmente em qualquer teclado, em todo o lado, emails, ficheiros, http... Prazer que poderah ser passado a todos.

Nao somos burros suficientemente, bastante, para que a nossa escrita tenha de andar carregada de diacriticos. A modulacyao exata do som das palavras, quando necessaria, eh funcyao de dicionario. Escrever eh arte de comunicacyao, quer-se bela, rapida,  precisa, e economica.

Imaginem so a dramatizacyao, gritaria embirrante, que nao tera explodido nos escribas, de cada vez que se alterava, mudava, renascia, a escrita?, principalmente com a criacyao do alfabeto, simbolos totalmente abstratos, puros, despidos da carga cultural, tralha simbolica de carateres, que se arrastava e impedia uma comunicação fluente ao encontro das necessidades de comunicação humanas!, e o que nao terao chamado a Cadmus?
Hoje, o berreiro dos atuais intelectuais, pretensos, e comadres, por mudancya tam insignificante, no acordo ortográfico, ateh faz rir. Rss!